Bromazepam 6mg - 30 comp

Bromazepam (lexotan) 6mg - 30 comp
bromazepam ........................................................................................ 6 mg
excipientes q.s.p. ...................................................................... 1 comprimido (celulose microcristalina, corante laca azul indigotina, óxido de ferro amarelo, dióxido de silício, estearato de magnésio, lactose monoidratada, talco).
OBS: quimicamente o Bromazepam é o 7-bromo-1,3-diidro-5-(2-piridil)-2H- 1,4-benzodiazepina-2-ona.

 
 
Bromazepam - Indicações
Ansiedade, tensão e outras queixas somáticas ou psicológicas associadas à síndrome de ansiedade. Uso adjuvante no tratamento de ansiedade e agitação associadas a transtornos psiquiátricos, como transtornos do humor e esquizofrenia. Os benzodiazepínicos são indicados apenas quando o transtorno submete o indivíduo a extremo desconforto, é grave ou incapacitante.
 


 
Contra-indicações de Bromazepam
O Bromazepam não deve ser administrado a pacientes com reconhecida hipersensibilidade aos benzodiazepínicos, insuficiência respiratória grave, insuficiência hepática grave (benzodiazepínicos não são indicados para tratar pacientes com insuficiência hepática grave, pelo risco de encefalopatia) ou síndrome de apneia do sono.
 

 
Advertências
Dependência: o uso de benzodiazepínicos e agentes similares pode levar ao desenvolvimento de dependência física e psicológica desses fármacos. O risco aumenta com a dose e duração do tratamento; também é maior em pacientes predispostos, com história de abuso de álcool ou drogas. -


Abstinência: se houver desenvolvimento de dependência, a interrupção do tratamento será acompanhada de sintomas de abstinência.


Estes podem consistir em cefaleia, mialgia, extrema ansiedade, tensão, inquietação, confusão mental e irritabilidade. Em casos graves, os sintomas a seguir podem ocorrer: desrealização, despersonalização, hiperacusia, parestesias em extremidades, hipersensibilidade a luz, ruídos ou contato físico, alucinações ou convulsões. Ansiedade rebote, uma síndrome transitória, em que os sintomas que levaram ao tratamento com Bromazepam recidivam de forma aumentada, pode ocorrer na abstinência ao tratamento e ser acompanhada por outras reações, incluindo alterações do humor, ansiedade ou distúrbios do sono e inquietação.
Como o risco de fenômenos de abstinência e rebote são maiores após a descontinuação abrupta do tratamento, recomenda-se que as doses sejam reduzidas gradualmente. - Amnésia: os benzodiazepínicos podem induzir amnésia anterógrada.
Amnésia anterógrada pode ocorrer com doses terapêuticas elevadas (documentada em 6 mg), havendo aumento do risco com doses maiores.

Precauções gerais: os benzodiazepínicos não devem ser utilizados isoladamente para tratar depressão ou ansiedade associada à depressão (suicídio pode ser precipitado nesses pacientes). Os benzodiazepínicos não são recomendados para o tratamento primário de transtorno psicótico.
Pacientes com dependência reconhecida ou presumida de álcool, medicamentos ou drogas não devem tomar benzodiazepínicos, exceto em raras situações, sob supervisão médica. - Grupos específicos de pacientes: em pacientes com miastenia gravis, recomenda-se cuidado ao se prescrever Bromazepam, em razão da fraqueza muscular preexistente. Recomenda-se particular cuidado em pacientes com insuficiência respiratória crônica, devido ao risco de depressão respiratória.
Gravidez e lactação



A segurança do Bromazepam para uso durante a gravidez em humanos não está estabelecida.

Uma revisão de relatos espontâneos de eventos adversos não demonstra incidência superior à esperada em população com características semelhantes, não tratadas. Vários estudos têm sugerido um risco aumentado de malformações congênitas, associado ao uso de tranquilizantes menores (diazepam, meprobamato e clordiazepóxido) durante o primeiro trimestre da gestação. Deve-se evitar o uso de Bromazepam durante a gravidez, a não ser que não haja alternativa mais segura. Ao se prescrever Bromazepam para uma mulher com possibilidade de engravidar, deve-se avisá-la para contatar seu médico a respeito da descontinuação do medicamento, se ela pretende engravidar ou suspeitar estar grávida.


A administração de Bromazepam nos três últimos meses de gravidez ou durante o trabalho de parto é permitida somente em caso de indicação médica absoluta, pois em razão da ação farmacológica do produto, pode haver efeitos no neonato, como hipotermia, hipotonia e depressão respiratória moderada. Além disso, recém-nascidos, filhos de mulheres que utilizaram benzodiazepínicos cronicamente nos últimos estágios da gestação, podem ter desenvolvido dependência física e, em consequência, apresentar sintomas de abstinência no período pós-natal. Como os benzodiazepínicos são excretados no leite, lactantes não devem tomar Bromazepam.
Efeitos na capacidade de dirigir e operar máquinas
Sedação, amnésia e redução da força muscular podem prejudicar a capacidade de dirigir ou operar máquinas. Este efeito é potencializado se o paciente ingerir álcool.

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado!
    Ruim           Bom

Bromazepam 6mg - 30 comp

  • : 1633
  • Marca: eurofarma
  • Modelo: 6mg - 30 comp
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$49,00
    • ou em até 1x de R$49,00 sem juros Total: R$49,00
    • ou em até 2x de R$24,50 sem juros Total: R$49,00
    • ou em até 3x de R$16,33 sem juros Total: R$49,00
    • ou em até 4x de R$12,25 sem juros Total: R$49,00
    • ou em até 5x de R$9,80 sem juros Total: R$49,00
    • ou em até 6x de R$10,04 com juros Total: R$60,23
    • ou em até 7x de R$8,91 com juros Total: R$62,34
    • ou em até 8x de R$8,07 com juros Total: R$64,52
    • ou em até 9x de R$7,42 com juros Total: R$66,78
    • ou em até 10x de R$6,91 com juros Total: R$69,12
    • ou em até 11x de R$6,50 com juros Total: R$71,54
    • ou em até 12x de R$6,17 com juros Total: R$74,04

    Taxa de juros de 3.5% ao mês


    Pague somente R$49,00 à vista no Boleto (5% de desconto)